Florianópolis e Balneário Camboriú estão entre os 20 municípios mais competitivos do Brasil

O Ranking de Competitividade dos Municípios nasce com o intuito de gerar diagnósticos e direcionamentos para a atuação dos líderes públicos municipais

Foto: Cristiano Estrela/Secom

Dois municípios catarinenses estão entre os 20 mais competitivos do Brasil, de acordo com a primeira edição do Ranking de Competitividade dos Municípios, que foi divulgado nesta quinta-feira, 19, pelo Centro de Lideranças Públicas (CLP) em parceria com a startup Gove e com o Sebrae. Dentre as 405 cidades do país com mais de 80 mil habitantes, a capital Florianópolis ocupa a quarta colocação e, Balneário Camboriú, a 16º.

Ainda nos 20 melhores resultados estão: Barueri (1º), São Caetano do Sul (2º), São Paulo (3º), Curitiba (5º), Vitória (6º), Santos (7º), Campinas (8º), Indaiatuba (9º), Porto Alegre (10º), Belo Horizonte (11º), São João da Boa Vista (12º), Jundiaí (13º), Santana de Parnaíba (14º), São Carlos (15º), São Bernardo do Campo (17º), Paulínia (18º), São José dos Campos (19º) e Votuporanga (20º). 

Já entre as 66 primeiras colocações, as Regiões Sudeste e Sul foram as que apresentaram melhor desempenho. São Paulo na frente (40 municípios), Santa Catarina (7 cidades), Minas Gerais e Paraná (6 cidades cada), Rio Grande do Sul (5 cidades) e Rio de Janeiro e Espírito Santo com um município cada. 

Competitividade por dimensão 

Florianópolis é o grande destaque da dimensão econômica (1ª colocação). Mas se encontra em posições medianas na dimensão social (48ª colocação) e insatisfatória na dimensão institucional (226ª colocação). Quando se trata apenas de capitais, o Vale do Silício, assim como é conhecida, é a segunda mais competitiva do país. 

A capital catarinense apresentou ainda um ótimo desempenho em todos os pilares, ocupando a 3 ª colocação no pilar de inovação e dinamismo econômico. A 5 ª em inserção econômica, 6 ª em telecomunicações e a 10ª em capital humano. 

O município de Balneário Camboriú ocupa a 1ª colocação na dimensão institucional, justificado pelo ótimo desempenho no pilar de sustentabilidade fiscal (3ª colocação), junto a uma colocação mediana em funcionamento da máquina pública (22ª colocação). 

O ranking

Lançado pela primeira vez em 2020, o Ranking de Competitividade dos Municípios nasce com o intuito de gerar diagnósticos e direcionamentos para a atuação dos líderes públicos municipais. 

Em sua concepção atual, o ranking possibilita identificar, dentro de cada um de suas 3 dimensões (instituições, sociedade e economia) e 12 pilares temáticos (qualidade e acesso à saúde e educação, segurança, saneamento e meio ambiente, inserção econômica, sustentabilidade fiscal e funcionamento da máquina pública), quais são os pontos fortes e fracos que influenciaram a classificação final do município em cada um dos 55 indicadores contemplados, como taxas de investimento, de matrículas escolares e de mortalidade, cobertura de abastecimento de água, formalidade no mercado de trabalho e acesso à telefonia.

De acordo com o economista da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), Paulo Zoldan, o Ranking de Competitividade dos Municípios é uma poderosa ferramenta para balizar as ações dos gestores públicos e investidores. "Estes dados servem como base para a construção de políticas públicas e para a construção do legado de competitividade dos Estados, da mesma forma que direciona a tomada de decisões, para investimentos no Estado", frisa. 

"Este ranking é um instrumento que além de servir diretamente ao gestor municipal, também auxilia o Governo do Estado a acolher a complexidade e especificidades do território catarinense. Podendo orientar, com mais qualidade, programas, políticas públicas e projetos com vistas à redução das desigualdades regionais", salienta o diretor de Desenvolvimento Territorial, Thobias Furlanetti. 

Para Lucas Cepeda, coordenador de competitividade do CLP, com o ranking é possível identificar as reais prioridades e ver onde podem ser alocados os recursos prioritários. "O diagnóstico nasce com os novos prefeitos e pode ajudar a dar um chute inicial de priorização de políticas para os novos gestores", destaca. 

Veja os resultados de SC 

  • 4º Florianópolis 
  • 16º Balneário Camboriú
  • 28º Jaraguá do Sul
  • 35º Blumenau
  • 46º Joinville
  • 53º Itajaí
  • 63º São Bento do Sul
  • 68º Chapecó
  • 77º Brusque
  • 81º Criciúma
  • 115º Tubarão
  • 123º Palhoça
  • 129º Lages
  • 135º São José
  • 155º Navegantes
  • 243º Camboriú

Clique aqui e receba as notícias do Jornal Notícia do Litoral no Whatsapp http://bit.ly/GrupoNoticiadoLitoral

mais sobre:

Estado

ITAPEMA CLIMA

Edição Impressa


COLUNAS

Endereço: Rua Rio Ijuí, 376, Zimbros - Bombinhas, SC / Cep: 88215-000
Telefone: (47) 9 8497 2586
E-mail: contato@noticiadolitoral.com.br

Redes sociais:
Facebook: noticiadolitoral
Instagram: @noticiadolitoralsc
Youtube: Notícia do Litoral

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina